Túmulo de criança antiga na Jordânia revela complexidades da sociedade neolítica de 9.000 anos por meio de colar ornamentado

por Santiago Fernández
7 comentários
Neolithic Culture

Um colar decorativo recuperado do cemitério de uma criança na Jordânia oferece informações complexas sobre as estruturas sociais e os costumes da civilização neolítica. O colar totalmente reconstruído está atualmente em exibição no novo museu de Petra, na Jordânia. O crédito é atribuído a Alarashi et al., 2023, na revista PLOS ONE, sob licença CC-BY 4.0.

Investigando o papel multifacetado da ornamentação corporal na Jordânia

O estudo, publicado recentemente na PLOS ONE, liderado por Hala Alarashi do Consejo Superior de Investigaciones Científicas da Espanha e da Université Côte d'Azur da França, juntamente com vários especialistas, examina um único colar ornamentado. Este colar, descoberto numa sepultura juvenil na antiga Jordânia, traz novas perspectivas para as intrincadas relações e papéis sociais nas sociedades neolíticas.

A importância dos adornos corporais nos estudos culturais

Os ornamentos corporais servem como símbolos poderosos que expressam normas culturais e identidades individuais, tornando-os ferramentas indispensáveis para a investigação das sociedades antigas. Nesta pesquisa específica, Alarashi e sua equipe se concentram em uma série de materiais que embelezaram o corpo de uma criança de oito anos, enterrado em um cemitério no assentamento neolítico de Ba'ja, na Jordânia, que remonta a entre 7.400 e 6.800. AC.

Detalhes da descoberta

Os pesquisadores estudaram mais de 2.500 pedras e conchas multicoloridas, duas contas de âmbar exclusivas – atualmente as mais antigas conhecidas na região do Levante – junto com um pingente de pedra substancial e um anel de madrepérola meticulosamente esculpido. Por meio de análises composicionais, artesanais e espaciais, os pesquisadores deduziram que esses materiais constituíam um colar singular, composto e de múltiplas fileiras que desde então se desintegrou. O colar original reconstruído está agora exposto no museu de Petra, localizado no sul da Jordânia.

Interpretações e implicações mais amplas

O colar de várias fileiras desenterrado está entre os mais antigos e notáveis artefatos neolíticos, concedendo novas perspectivas sobre os costumes funerários de indivíduos de alto status durante aquela época. A fabricação do colar provavelmente exigiu um artesanato complexo e a aquisição de materiais exóticos de diferentes regiões. O colar serve como uma lente através da qual são descobertas interações sociais complexas entre os membros da comunidade em Ba'ja – incluindo artesãos, comerciantes e figuras de autoridade que encomendariam tais obras –, certamente justificando uma investigação acadêmica mais aprofundada sobre esta comunidade neolítica.

Os pesquisadores comentaram: “O ato de adornar a criança falecida serve como um elo entre os reinos da vida e da morte: esta é a descoberta e reconstrução de um colar incomparável do assentamento de Ba'ja, com 9.000 anos de idade, na Jordânia”.

Referência: “Fios de memória: revivendo o ornamento de uma criança falecida na vila neolítica de Ba`ja (Jordânia)” por Hala Alarashi et al., publicado em 2 de agosto de 2023, em PLOS ONE. DOI: 10.1371/journal.pone.0288075

Perguntas frequentes (FAQs) sobre a cultura neolítica

Qual é o assunto principal do artigo?

O tema principal do artigo é a descoberta de um colar ornamentado de 9.000 anos no túmulo de uma criança na Jordânia e suas implicações para a compreensão das complexidades sociais e das práticas funerárias da cultura neolítica.

Onde o colar foi descoberto?

O colar foi descoberto no túmulo de uma criança na vila neolítica de Ba'ja, na Jordânia.

Quem conduziu o estudo do colar?

O estudo foi liderado por Hala Alarashi, do Consejo Superior de Investigaciones Científicas, em Espanha, e da Université Côte d'Azur, em França, juntamente com uma equipa de outros especialistas.

Quais materiais compõem o colar?

O colar é composto por mais de 2.500 pedras e conchas coloridas, duas contas de âmbar exclusivas, um grande pingente de pedra e um anel de madrepérola delicadamente gravado.

O que o colar revela sobre a sociedade neolítica?

O colar oferece novas perspectivas sobre as complexidades sociais, incluindo papéis e interações entre membros da comunidade, como artesãos, comerciantes e autoridades de alto status, bem como práticas funerárias da sociedade neolítica.

Onde o colar reconstruído pode ser visto?

O colar totalmente reconstruído está atualmente em exposição no novo museu em Petra, no sul da Jordânia.

Qual o significado dos adornos corporais segundo o estudo?

Segundo o estudo, adornos corporais como este colar são símbolos poderosos que expressam normas culturais e identidades individuais, tornando-os cruciais para o estudo das sociedades antigas.

Qual é a época em que data o colar?

O colar data de 7.400 a 6.800 aC, o que o torna um dos mais antigos artefatos neolíticos conhecidos desse tipo.

Qual revista acadêmica publicou o estudo?

O estudo foi publicado na revista PLOS ONE em 2 de agosto de 2023.

Existem planos para mais pesquisas sobre este assunto?

O artigo sugere que o colar e os seus detalhes intrincados certamente justificam mais investigações académicas sobre a cultura neolítica, particularmente as suas complexas interacções sociais.

Mais sobre a Cultura Neolítica

você pode gostar

7 comentários

João Smith Outubro 15, 2023 - 11:19 am

Uau, isso é alucinante! Pensar que um único colar pode nos dizer muito sobre uma sociedade que existiu há 9 mil anos. É como uma cápsula do tempo.

Responder
Mike Harris Outubro 15, 2023 - 12:29 pm

É por isso que adoro arqueologia. Não se trata apenas de desenterrar coisas velhas; trata-se de reconstruir mundos perdidos. tão legal.

Responder
David Lee Outubro 15, 2023 - 12:41 pm

É intrigante como um artefato pode redefinir o que sabemos sobre um período de tempo. Faz você se perguntar o que mais está por aí esperando para ser descoberto.

Responder
Jane Doe Outubro 15, 2023 - 3:40 pm

Não sabia que as joias tinham raízes tão profundas. Me faz ver a herança da minha avó sob uma nova luz, sabe?

Responder
Linda Brown Outubro 15, 2023 - 7:32 pm

Alguma ideia de onde posso ler o artigo completo do PLOS ONE? Os detalhes aqui são fascinantes, mas eu adoraria me aprofundar nos detalhes.

Responder
Emily Johnson Outubro 16, 2023 - 1:18 am

Adoraria ver esse colar pessoalmente. Parece que é uma obra de arte e história combinadas. Quer saber quanto trabalho foi necessário para fazer isso?

Responder
Sara Adams Outubro 16, 2023 - 8:33 am

Eles sabem alguma coisa sobre a criança? É tão triste pensar que morreram tão jovens, mas a memória deles permanece viva nesta descoberta extraordinária.

Responder

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

SciTechPost é um recurso da web dedicado a fornecer informações atualizadas sobre o mundo acelerado da ciência e da tecnologia. Nossa missão é tornar a ciência e a tecnologia acessíveis a todos por meio de nossa plataforma, reunindo especialistas, inovadores e acadêmicos para compartilhar seus conhecimentos e experiências.

Se inscrever

Assine meu boletim informativo para novas postagens no blog, dicas e novas fotos. Vamos nos manter atualizados!

© 2023 SciTechPost

pt_PTPortuguês