Eletrodinâmica quântica desafiadora: uma nova fronteira com experimento de flutuações de vácuo

por Liam O’Connor
5 comentários
Quantum fluctuations experiment

O XFEL europeu, o maior laser de raios X do mundo, revela o seu feixe apenas na escuridão total com uma exposição de 90 segundos, conforme mostrado na imagem ao lado. Em 2024, esta instalação acolherá experiências pioneiras para observar flutuações quânticas no vácuo. Crédito da foto: XFEL Europeu / Jan Hosan

Uma equipe da HZDR está propondo melhorias para um experimento de física inovador.

Ao contrário da crença popular, o vácuo não é completamente vazio, mas está repleto de flutuações quânticas – um brilho dinâmico e energético. Os cientistas estão se preparando para um experimento com laser que visa detectar essas flutuações de forma única, potencialmente lançando luz sobre novas leis físicas.

Pesquisadores do Helmholtz-Zentrum Dresden-Rossendorf (HZDR) sugeriram várias melhorias para otimizar a eficácia deste experimento, conforme detalhado na Physical Review D.

As flutuações do vácuo, conhecidas como cintilação quântica, há muito intrigam os físicos. Estas flutuações, embora indiretamente observáveis através de efeitos nos campos eletromagnéticos de pequenas partículas, nunca foram diretamente confirmadas num ambiente livre de partículas. Tal confirmação poderia validar a eletrodinâmica quântica (QED) em um domínio inexplorado ou, inversamente, sugerir novas partículas não descobertas.

Dr. Ulf Zastrau supervisiona a estação experimental High Energy Density Science (HED) no European XFEL em Hamburgo. Aqui, os poderosos flashes do laser de raios X interagirão com os pulsos de luz do laser de alta potência ReLaX da HZDR para detectar flutuações de vácuo. Crédito: Europeu XFEL / Jan Hosan

Este experimento faz parte do projeto Helmholtz International Beamline for Extreme Fields (HIBEF), liderado pela HZDR na estação HED do XFEL europeu. Envolve disparar flashes de laser breves e intensos em uma câmara de vácuo, com a intenção de alterar as flutuações do vácuo para alterar a polarização de um flash de raios X do XFEL europeu.

O professor Ralf Schützhold da HZDR compara esse processo a dobrar uma régua transparente entre dois filtros polarizadores, que altera a direção de oscilação da luz, tornando-a visível. Nesta analogia, a régua representa as flutuações do vácuo e o poderoso flash do laser as altera.

Originalmente, o plano era enviar um único flash laser óptico para a câmara e detectar quaisquer alterações na polarização do flash de raios X. No entanto, devido ao sinal fraco previsto, a equipe de Schützhold propõe agora o uso de dois pulsos de laser óptico simultâneos. Estes criariam um “cristal de luz” temporário no ponto de colisão, afetando o pulso de raios X de forma semelhante a um cristal natural, tornando potencialmente o efeito mensurável.

A equipe também está considerando o uso de flashes laser de diferentes comprimentos de onda para aumentar ainda mais a sensibilidade do experimento. Isto poderia resultar em uma ligeira mudança de energia no flash de raios X, auxiliando na detecção.

O projeto está atualmente em fase de planeamento em Hamburgo, com as primeiras experiências marcadas para 2024. O sucesso poderá reafirmar o QED, mas os desvios poderão indicar novas partículas, como áxions ultraleves, sugerindo leis naturais desconhecidas.

Referência: “Esquemas de detecção para difração quântica de vácuo e birrefringência” por N. Ahmadiniaz et al., 10 de outubro de 2023, Physical Review D. DOI: 10.1103/PhysRevD.108.076005

Perguntas frequentes (FAQs) sobre o experimento de flutuações quânticas

O que é o XFEL europeu?

O XFEL europeu é o maior laser de raios X do mundo, localizado em Hamburgo, Alemanha. É conhecido por seus poderosos e intensos feixes de raios X, que são utilizados em diversos experimentos e pesquisas científicas.

Qual é o foco principal da próxima experiência no XFEL europeu?

A próxima experiência no XFEL europeu em 2024 visa detectar flutuações quânticas no vácuo. Este experimento é significativo porque poderia potencialmente confirmar a eletrodinâmica quântica (QED) em um novo domínio ou revelar a existência de partículas anteriormente não descobertas.

Como pretende a experiência do XFEL europeu detectar as flutuações do vácuo?

O experimento usará flashes de laser intensos do XFEL europeu e do laser de alta potência ReLaX do HZDR para manipular as flutuações do vácuo. Essa manipulação visa alterar a polarização de um flash de raios X, o que indicaria a presença dessas flutuações.

O que são flutuações quânticas?

As flutuações quânticas referem-se à mudança temporária na quantidade de energia em um ponto no espaço, de acordo com a teoria quântica. Este fenômeno sugere que o vácuo não está completamente vazio, mas contém essas mudanças fugazes de energia.

Por que as flutuações do vácuo são importantes na física?

As flutuações do vácuo são importantes porque desafiam a compreensão tradicional do vácuo como um espaço completamente vazio. A detecção dessas flutuações pode fornecer insights sobre a natureza fundamental do universo e ajudar a validar ou desafiar as teorias existentes na física, como a eletrodinâmica quântica.

Quais poderiam ser as implicações se a experiência no XFEL europeu for bem-sucedida?

Se for bem-sucedido, o experimento poderá confirmar as previsões da eletrodinâmica quântica em um novo aspecto ou levar à descoberta de novas partículas, como áxions ultraleves. Também poderia indicar a existência de leis da natureza até então desconhecidas, expandindo nossa compreensão do universo.

Mais sobre o experimento de flutuações quânticas

  • Site oficial europeu do XFEL
  • Visão geral da eletrodinâmica quântica (QED)
  • HZDR: Helmholtz-Zentrum Dresden-Rossendorf
  • Compreendendo as flutuações quânticas
  • A Física das Flutuações do Vácuo
  • Ciência de alta densidade de energia (HED) no XFEL europeu
  • Os princípios dos lasers de raios X
  • Futuros experimentos de física no XFEL europeu
  • Detectando fenômenos quânticos no vácuo
  • Axions: a busca por partículas fantasmas

você pode gostar

5 comentários

Sara K. Dezembro 21, 2023 - 6:28 am

Ei, isso é super interessante. Mas estou um pouco confuso sobre como eles realmente detectam essas flutuações. parece super complexo e um pouco mágico para mim haha.

Responder
Mike Johnson Dezembro 21, 2023 - 9:36 am

uau, acabei de ler sobre os experimentos XFEL europeus, há coisas alucinantes lá! Não posso acreditar que eles vão realmente testar flutuações quânticas num vácuo como esse. Ficção científica se tornando real!

Responder
Alex T. Dezembro 21, 2023 - 9:53 am

devo dizer que a ideia de que um vácuo não está vazio é meio estranha, certo? a física quântica é tão estranha, mas fascinante ao mesmo tempo. Me pergunto o que eles descobrirão a seguir.

Responder
Ema R. Dezembro 21, 2023 - 11:45 am

li o artigo duas vezes, e ainda está um pouco acima da minha cabeça haha, mas é super emocionante pensar em novas descobertas na física, especialmente com aqueles lasers enormes e tudo mais.

Responder
David Smith Dezembro 21, 2023 - 2:53 pm

Não é incrível o quão longe avançamos na ciência? Quero dizer, tentando ver algo que está literalmente no nada? Isso é algo de próximo nível. Tiremos o chapéu para esses cientistas!

Responder

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

SciTechPost é um recurso da web dedicado a fornecer informações atualizadas sobre o mundo acelerado da ciência e da tecnologia. Nossa missão é tornar a ciência e a tecnologia acessíveis a todos por meio de nossa plataforma, reunindo especialistas, inovadores e acadêmicos para compartilhar seus conhecimentos e experiências.

Se inscrever

Assine meu boletim informativo para novas postagens no blog, dicas e novas fotos. Vamos nos manter atualizados!

© 2023 SciTechPost

pt_PTPortuguês